Logo
 
Notícias


O governo de SP ainda não se manifestou sobre reivindicações dos policiais
Sex, 08 de Maio de 2015 16:51
Quatro meses depois, governo de SP ainda não se manifestou sobre reivindicações dos policiais civis

Passados quatro meses após os policiais civis de São Paulo terem apresentado (em janeiro) as reivindicações da categoria ao
delegado geral Youssef Abou Chahin, até agora não houve resposta.

Em 10 de fevereiro, os sindicalistas que representam os policiais civis também se reuniram com o secretário adjunto da
Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho. Com ele, cobraram informações sobre os encaminhamentos feitos no
mês anterior ao delegado geral. Desse encontro, também não houve retorno.

Os principais itens da pauta de reivindicações consistiram nos seguintes assuntos: data-base dos policiais civis (1º de março); a
paridade das aposentadorias da Lei 144/2014; a aposentação na classe em que o policial civil se encontra, pois hoje ele
retrocede ou tem que permanecer cinco anos na mesma classe; o tíquete alimentação igual ao dos policiais militares;
a reestruturação de carreira.

A presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) de Sorocaba, Cidinha Queiroz, participou das reuniões de janeiro e
de fevereiro com as autoridades do governo estadual.

Mesmo que ainda não tenha havido respostas, Cidinha acredita na disposição de diálogo e de boa vontade do governador
Geraldo Alckmin para com a categoria dos policiais civis, tendo em vista a importância desses trabalhadores para a
política de segurança pública do governo do Estado de São Paulo.

“Acredito que o governador não vai nos deixar na mão, porque ele sabe das necessidades da segurança pública”,
declara Cidinha.

SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DA REGIÃO DE SOROCABA

Tel.: (15) 3202.2344

Assessoria de Imprensa/Carlos Araújo: 3318.2898 e 99126.4670

Policiais civis de todo o Brasil querem unificação com os salários do Distrito Federal

A luta por salários para os policiais civis correspondentes aos praticados no Distrito Federal (DF) continua sendo
a grande reivindicação da categoria em todo o Brasil.

A avaliação é da presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) de Sorocaba, Cidinha Queiroz.
Ela participou do Congresso Interestadual dos Policiais Civis no Ceará, nos dias 26, 27 e 28 de março.

No evento, a unificação dos vencimentos dos policiais civis tomando o DF como referência marcou os
principais momentos dos debates.

De acordo com Cidinha, o piso salarial no DF é especificado em dois grupos de acordo com as funções na carreira:

- R$ 8.698,78 (inicial) para agente de polícia, escrivão de polícia, papiloscopista policial e agente policial de custódia.

- R$ 16.830,85 (inicial) para peritos criminais, médico legista e delegado de polícia.

“A luta é por esse salário”, afirma Cidinha.

O Congresso também foi marcado pela fundação da Confederação dos Policiais Civis da Região Nordeste (Cobrapol).

Além de todos os Estados do Nordeste estarem representados no evento, também prestigiaram o encontro
sindicalistas da categoria dos policiais civis de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Envie essa matéria para um companheiro
 
1º Confeipol Nordeste, foi um marco na organização Sindical da Região

Com a participação das quatro federações das regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste norte e nordeste, e os sindicatos de Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Sergipe, Tocantins, Piauí, Bahia, São Paulo, Espirito Santos, Paraná, Rio de Janeiro e Ceara no período de 26 a 28 de março a 1ª a primeira CONFEIPOL/NE. A CONFEIPOL/NE, foi presidida brilhantemente pelo atual presidente da Feipol Nordeste Bernardino Gayoso que teve todo o apoio logístico do anfitrião Gustavo Simplicio Moreira, presidente do Sinpol Ceará.

A palestra de abertura foi conduzida pelo presidente do SINDPOC/BA e diretor da FEIPOL/NE Marcos Maurício com o tema: O fracasso de um modelo ineficaz de polícia. Marcos apresentou dados sobre a atual situação da Segurança Pública e indicou mudanças no modelo de gestão como solução para os principais problemas.

No segundo dia do Congresso, o diretor de formação sindical da Nova Central – NCST – Sebastião Soares fez uma análise histórica a respeito da estrutura sindical brasileira visando capacitar os presentes nas tomadas de decisões e resoluções de problemas que envolvam a organização representativa.  Para tanto, o sistema sindical brasileiro faz do sindicato a célula territorial, federação regional e a confederação nacional. Além das centrais sindicais que tem um papel importante de agregação e unificação de luta por seguimento.

Para o diretor da FEIPOL Centro-oeste e Norte Francinaldo Freire “a conscientização dos presentes sobre a necessidade de participação ativa nos diversos fóruns e órgãos que debatem e representam os policiais é de suma importância. A organização do sistema confederativo de representação sindical é o ponto chave para atingirmos esse objetivo”, afirmou Freire.

A presidente do SINPOL/Sorocaba Maria Aparecida de Queiroz Almeida reiterou que “o Congresso foi de grande valia, pois houve um avanço no que diz respeito à conscientização pela união de todos os policiais civis do Brasil. Pela primeira vez representantes de todas as federações estiveram reunidos para um bem em comum, que são os assuntos de interesse dos policiais civis”.

Durante o Encontro, foram discutidos ainda o acompanhamento de diversos projetos de leis, emendas constitucionais e proposituras a nível estadual e nacional que merecem relevante atenção das entidades sindicais.

O vice-presidente da FEIPOL/CON Ciro de Freitas deu destaque especial ao projeto de futura emenda à constituição, que será objeto de novas discussões regionais e posterior apresentação às categorias, que trata da reserva de vagas aos servidores policiais quando desejarem mudança de classe nas carreiras de sua instituição. Ciro explicou que “a PEC tem como propósito dar oportunidade aos policiais que almejam exercer os cargos de delegado de polícia, perito criminal e legista, já que a Proposta prevê uma reserva de 50% da quantidade das vagas dos concursos aos profissionais que já são policiais”.

A nova diretoria do SINPOL/PE participou do Congresso e propôs a filiação à FEIPOL/NE e se comprometeu a ratificar junto a base, na próxima assembleia da categoria de seu estado. “A filiação à FEIPOL/NE é de extrema importância para a base de Pernambuco, visto que será um passo a integração do sindicato para uma luta nacional em prol da modernização da polícia brasileira”, afirmou Áureo Cisneiros presidente do SINPOL/PE.

Bernardino Gayoso que é presidente da FEIPOL/NE e secretário-geral do SINDPOC/BA avaliou o 1º Congresso como um exemplo de união e força para a polícia civil brasileira. “As discussões aqui realizadas servirão como ponto de partida e esboço a serem seguidos pelas demais entidades policiais, pois mesmo com posicionamentos distintos houve uma demostração de qualidade elevada em qualquer projeto que envolva as policias civis a nível nacional”, concluiu o presidente.

O vice-presidente do SINDPOL/AL Carlos José externou em seu discurso que o descontentamento com a atual Confederação não se resume apenas ao que não foi feito pela categoria, mas também ao que jamais terá condições de realizar. E acrescentou ainda que por esse motivo deverá ser tomada uma decisão que mude a realidade caótica de uma representação confederativa de policiais civis.

Para o presidente da Feipol Sudeste, Aparecido Lima de Carvalho (KIKO), o grande trunfo desta CONFEIPOL/NE, foi que em todas as decisões tomadas, foram após discussões acaloradas mas que chegaram-se ao um consenso. Também foi bastante positivo o fortalecimento da Federação Nordeste com a inclusão dos estados de Alagoas e Pernambuco como novos filiados, ainda que será feita a consulta a suas bases o que consequentemente irá fortalecer a representatividade em toda região Nordeste.

“Em novembro de 2014, durante a realização do 10º CONFEIPOL, na cidade de Campo Grande/MS, foi deliberado que seria discutido neste Congresso o sistema de representação sindical, especificamente a reestruturação da Confederação dos Policiais Civis, uma vez que fora acordado entre as entidades a efetiva atuação das federações em ações conjuntas, e nessa oportunidade percebemos que estamos no rumo certo”, reiterou o diretor da FEIPOL/CON Marcus Monteiro.

No encerramento do encontro, foi deliberada a criação de uma comissão paritária composta por dirigentes das federações, que desenvolverão o trabalho preparatório a fim de reestruturar e consequentemente legalizar uma Confederação que realmente possa atender os anseios de suas bases filiadas. “Por enquanto temos um arremedo de entidade que jamais fez a entrega de um único avanço às policiais civis do Brasil. É preciso mudar essa realidade caótica que mais engana que constrói possibilidades”,

Participarão da CONFEIPOL/NE, os presidentes das quatro federações, Aparecido Lima de Carvalho (KIKO) presidente da Feipol Sudeste, Bernardino Gayoso presidente da Feipol Nordeste, Divinato da Conceição, presidente da Feipol Centro Oeste Norte, Ademilson Batista, presidente da Feipol Sul e o Vice presidente da Cobrapol Andre Gutierrez.






Envie essa matéria para um companheiro
 
UNIMED - Regularização de Agregados
O sócio que tem seu filho maior de 24 anos como agregado no seu plano de saúde Unimed
gentileza  entrar em contato com o Sinpol nos telefones 33212996  para regularização.

Até a data do dia 25/04/2015.

Envie essa matéria para um companheiro
 
Comunicado aos Associados
O SINPOL comunica a seus associados que depois de vários anos de luta foram
vitoriosas na Justiça várias ações referentes a qüinqüênio e sexta-parte, que já estão com trânsito em julgado.

A partir disso o Estado será obrigado a corrigir a remuneração, proventos e pensões e a apostilar o benefício,
em cumprimento a obrigação de fazer.

O segundo passo será a apuração dos atrasados, ocasião em que a Fazenda apresentará as planilhas para
elaboração dos cálculos de liquidação.

Esse procedimento, até o efetivo pagamento, pode levar até dois anos, em média.

Envie essa matéria para um companheiro
 
Simulação do Financiamento “Minha Casa Minha Vida”
Qui, 19 de Março de 2015 16:45
A MRV Engenharia e Participações S.A; busca permanentemente manter um bom
relacionamento com seus clientes. Assim, cada vez que há notícia nova, comunicamo-nos
objetivando estabelecer e fortalecer esse canal de interatividade.
O que, para nós é muito importante.

No ultimo dia 06/02/2015; a M R V realizou o pré-lançamento de mais 03 empreendimentos para a cidade de Sorocaba.

Parque Serrano- Lançado em 17/10/2014; localizado no Alto da Boa Vista. Região que vem apresentando um alto padrão
de valorização. Serão 12 torres de 04 andares, sendo, térreo e mais 03, dotado de total infraestrutura e área de lazer.
Apartamentos de 02 dormitórios e demais dependências, distribuídas de forma racional. Obras já iniciada e em fase
acelerada. Preços acessíveis, entre R$ 145.000,00 e R$ 155.000,00. Restam poucas unidades.

Spazio Sartori – Pré-Lançamento; Localizado também na região do Alto da Boa Vista. Próximo a Prefeitura Municipal,
Parque Chico Mendes, Nova Padaria Real e etc. Quatro torres de 08 andares, com elevador, sendo, térreo e mais 07;
com 02 dormitórios e demais dependências, com área de lazer completa com piscina.
Lançamento oficial previsto para fevereiro/Março de 2015.
Preço básico estimado de lançamento; entre R$ 175.000,00 a R$ 180.000,00.

Spazio Salamanca - Pré-Lançamento: Localização privilegiada em Sorocaba, este empreendimento será
implantado na Rua João Wagner Wey. Serão 22 torres de 08 andares com elevador, sendo térreo e mais 07 andares;
apartamentos de 02 dormitórios, salas de estar e jantar, cozinha tipo americana e área de serviços e
piscina adulto e infantil.
Lançamento oficial previsto para Março/Abril de 2015.
Preço básico estimado na fase de lançamento variando entre R$ 185.000,00 a R$ 189.000,00.

São excelentes investimentos; tanto para quem quer morar ou aproveitar essa oportunidade imobiliária única.

Os primeiros proponentes com as pastas de documentações completas; serão àqueles que,
poderão ter o privilégio em escolher a unidade desejada.
Antecipe-se e garanta já o seu espaço dos sonhos.

Abaixo relação de documentos para reserva da unidade.  Maiores detalhes, estou a sua inteira disposição.

DOCUMENTAÇÃO PARA RESERVA DE UNIDADE
DOCUMENTAÇÃO EM CÓPIAS SIMPLES
RG, CPF, COMPROVANTE DE ENDEREÇO ATUALIZADO, CERTIDÃO DE NASCIMENTO
CASAMENTO, CARTEIRA DE TRABALHO, 06 ÚLTIMOS HOLERITES, EXTRATO BANCÁRIO
DOS ÚLTIMOS 90 DIAS, EXTRATO ANALÍTICO DO FGTS, DECLARAÇÃO DO IMPOSTO
DE RENDA (SE DECLARANTE), AVERBAÇÃO DE DIVÓRCIO (SE FOR O CASO)
NA PRÓPRIA CERTIDÃO DE CASAMENTO.

Os documentos destacados em vermelho podem ser providenciados na época da assinatura do contrato.

Temos várias opções para apuração de renda, seja ela, formal, informal ou mista. Basta consultar-me.

Posso realizar a simulação do financiamento, através do programa do Governo Federal:
“Minha Casa Minha Vida”.
Para tal; algumas informações são necessárias:

- Renda Bruta mensal Familiar do proponente comprador.
- Data de Nascimento do proponente comprador.
- Valor aproximado disponível no FGTS (caso queira utilizar).
- Tempo em que Trabalha sob o regime do FGTS (superior a 36 meses).
- Possível valor disponível para dar como entrada.
- Tempo de registro no atual emprego (superior a 06 meses).

Com essas informações básicas, executo a simulação e, comprometo-me a remeter via e-mail, para que,
o proponente comprador, verifique o interesse; e que melhor acomode em seu orçamento.

Fico a inteira disposição para outros esclarecimentos que se fizerem necessários.

Forte Abraço e Sucesso Sempre!!!
Wilson Salvador

Envie essa matéria para um companheiro
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 48

 

 

 

 

logorodape.png
telefones.png