TZ Niory - шаблон joomla Joomla
Loading...

CONTRA A PEC 287 DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

Policiais Civis brasileiros, de todas as carreiras, protestaram nas capitais, nesta quarta-feira, 7 de dezembro, contra a PEC 287/16, da Previdência Social, que pode lhes tirar direitos adquiridos, como é o caso da Aposentadoria Especial por exercerem profissão arriscada.

A maior concentração da categoria aconteceu na frente da rampa da Alesp, onde entidades nacionais e interestaduais da categoria, organizadas pela FEIPOL SUDESTE, reuniram pelo menos 700 policiais, entre investigadores, escrivães, delegados e peritos.

O grupo contou com apoio de agentes e delegados da Polícia Federal, categoria que também pode ficar prejudicada se a PEC 287 for aprovada mantendo tais policiais na categoria de servidores públicos como os demais que não trabalham em condições de riscos.

O presidente da FEIPOL SUDESTE, Aparecido Lima de Carvalho, o Kiko, que na segunda-feira (5/12) esteve em reunião com o deputado Campos Machado (PTB), quando externou a preocupação da categoria e recebeu apoio do parlamentar, falou aos presentes que a hora é de união, que os Policiais Civis ( e os Federais) não podem ser colocados na chamada “vala comum”  previdenciária, sob risco de extinção da  Polícia Judiciária, que é responsável  pelas investigações.

Na Alesp, os manifestantes receberam apoio dos deputados Delegado Olim (PP) e Professor Carlos Giannazi (Psol).  Os policiais fizeram um ato na rampa da Alesp, que prosseguiu no auditório Franco Montoro, na mesma Casa.

Os primeiros efeitos dos protestos foram verificados em Brasília, onde uma comissão de deputados federais reuniu-se com o Ministro da Justiça, Alexandre Moraes. A intenção é buscar audiência com o ministro da Previdência, Marcelo Caetano para que nem  Policiais Civis ou Federais percam direitos a Aposentadoria Especial, como quer a atual redação da PEC 287.

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA As entidades classistas representativas das categorias policiais civis, unidas no propósito de defesa de uma Polícia Civil técnica, moderna, imparcial e por policiais valorizados e respeitados, em conformidade com seus estatutos, CONVOCAM TODOS OS POLICIAIS CIVIS PARA ASSEMBLEIA GERAL A SE REALIZAR NO DIA 07/12/2016, ÀS 9H E 30 MIN (tendo em vista dia 08/12 ser feriado em vários Estados), em primeira convocação, e às 10h em segunda convocação, no PÁTIO DA CHEFATURA DE POLÍCIA, para DELIBERAR SOBRE A POSIÇÃO DO GOVERNO NA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES E OS RUMOS, A REALIDADE E OS CENÁRIOS DO MOVIMENTO DE VALORIZAÇÃO DOS POLICIAIS CIVIS E O MOVIMENTO NACIONAL CONTRA A “REFORMA” DA PREVIDÊNCIA ALTAMENTE PREJUDICIAL AOS POLICIAIS CIVIS.

As entidades de classe referenciadas alertam mais uma vez ao Governo que não precisam de GREVE para demonstrar seu repúdio à péssima gestão da segurança pública e no enfrentamento às inúmeras mazelas por que passam os policiais civis, não faltando medidas a serem adotadas que tornam “greve” um respingo desnecessário no legítimo direito de reivindicação, o qual será exercido com cada vez mais firmeza causando um colapso na combalida segurança pública da população por intransigência e descaso com os policiais civis.

ATENÇÃO: COMUNICAM, POR FIM, QUE A ASSEMBLEIA SERÁ UNIFICADA E TRANSFERIDA PARA O DIA 07/12/16 EM CONJUNTO COM O MOVIMENTO NACIONAL, OBJETIVANDO ORGANIZAR ATOS LOCAIS E NACIONAIS CONTUNDENTES DE REPÚDIO CONTRA OS DIREITOS DOS POLICIAIS CIVIS E TER MÁXIMA E PLENA ADESÃO DE TODOS!

Vitória, 28 de novembro de 2016.

ENTIDADES UNIDAS POLICIAIS CIVIS: TODOS PRESENTES NO DIA 07/12! LUTE PELOS SEUS DIREITOS, NÃO ESMOREÇA!

R.Visconde do Rio Branco,374

( + 15 ) 3202 2344

( + 15 ) 3321 2996

faleconosco@sinpolsorocaba.com.br

Loading...